29/10/07

Ao vivo... Enrique Iglesias

Data - 28 de Outubro de 2007
Local - Pavilhão Atlântico de Lisboa
Notas - Sinceramente a música de Enrique Iglesias não me diz nada. Fui a este concerto na base de "O que um homem faz por uma mulher". No entanto houve, como em tudo, coisas boas e coisas más.
Os fans do músico, que não encheram por completo o pavilhão, devem ter ficado um pouco desiludidos por o concerto ter durado somente uma hora e quinze minutos. É muito pouco tempo principalmente quando se trata de um músico que já editou bastantes discos.
Quanto ao concerto, propriamente dito, fiquei com a ideia que as pessoas gostaram e que Enrique Iglesias não esteve mal.
Destaco pela positiva, a simpatia do músico. Sem qualquer tipo de vedetismo pelo meio, Enrique comunicou com o público, brincou e "deixou" brincarem com ele como se fosse um miúdo. Chamou ao palco um casal do público, que me pareceu ser verdadeiramente improvisado, e divertiu-se muito com esse momento.
Não gosto muito da sua música, do seu género, mas Enrique Iglesias esteve bem.
Finalmente realço a entrada ao som de um tema dos Muse e o final com um tema dos Eurythmics. Para o regresso a casa, enquanto as pessoas abandonavam o pavilhão, ouvia-se o tema de Louis Armstrong (What a Wonderful World).

26/10/07

Ao vivo... Stomp

Data - 31 de Março de 2000
Local - Centro Cultural de Belém
Notas - Sapateado, música, teatro e boa disposição num só espectáculo. Os Stomp proporcionam bons momentos mas basta ver uma vez.

22/10/07

Ao vivo.... Queima das Fitas

Data - 30 de Abril de 1998
Local - Passeio Marítimo de Algés
Notas - No âmbito das comemorações da semana académida de Lisboa tem sido possível assistir a alguns bons concertos. Neste ano de 1998, perante pouco público, a Universidade Lusiada proporcionou um concerto com Tunas, GNR, Da Weasel e os New Model Army.

Dos GNR e dos Da Weasel pouco há a acrescentar: Da Wease dão sempre bons espectáculos e os GNR, em Lisboa, não atraem muito público.

Realtivamente aos New Model Army foram uma boa surpresa com um concerto forte, pesado e com muito ritmo.

19/10/07

Ao vivo... George Michael

Data - 12 de Maio de 2007
Local - Estádio Cidade de Coimbra
Notas - Finalmente George Michael em Portugal. Apesar de ser um dos concertos mais aguardados dos últimos tempos, o estádio apresentava um aspecto desolador com muito pouco público para assistir ao concerto deste importante, irreverente e polémico músico.
Com um cenário deslumbrante, Georgios Kyriacos Panayiotou mais conhecido por George Michael, deu um excelente concerto dentro do seu estilo musical. Com um alinhamento que percorreu toda a sua carreira desde o tempo dos Wham como por exemplo o I'm Your Man, até aos seus últimos êxitos, sem esquecer o mítico Careless Whisper.
Um som excelente e um grande profissionalismo por parte do músico fizeram desta noite, uma noite inesquecível para os apreciadores da sua música.
Na primeira parte actuaram os Portugueses Fingertips que foram remetidos para um canto do palco, tendo de tocar num pequeno espaço diante das colunas de som. Deve ter sido uma experiência muito má e, na minha opinião, foi uma falta de consideração por parte da organização. Acho que nenhuma banda merecia isto, muito menos tratando-se de um grupo Português que até goza de alguma popularidade. Pode e deve ter sido exigência de George Michael, mas discordo deste tipo de procedimento. Apesar de tudo os Fingertips não estiveram mal e cumpriram perfeitamente o papel que lhes estava destinado.

15/10/07

Ao vivo... Festival Imperial Ao Vivo 1998

Data - 01 e 02 de Julho de 1998
Local - Estádio das Antas (Rockodromo)
Notas - Festival realizado no complexo do estádio das Antas, no campo de treinos. Um excelente cartaz para um evento que mobilizou muito pouca gente. Aspecto verdadeiramente desolador do recinto.
A chuva também marcou presença, pricipalmente durante a acuação dos James, o que levou muito público a procurar abrigo nas bancadas.
Por este evento passaram Nick Cave, James, Moby (ainda pouco conhecido), Pulp (naquele que viria a ser um dos seus últimos concertos), GNR, Blasted Mechanism, Xutos e Pontapés.
Nunca mais se voltou a realizar nas Antas.

12/10/07

Radiohead... In Rainbows


Quando se fala da música dos Radiohead é preciso calma. "Aquilo" não é, simplesmente, música; é muito mais... é arte. É algo de que se aprende a gostar. Sempre que ouço um tema, por exemplo do álbum OK Computer, a sonoridade é diferente. Descobrimos sempre pormenores que passaram despercebidos das vezes anteriores. Isso é arte.
A música é uma forma de arte, mas os Radiohead estão num patamar muito acima da maior parte dos grupos que existem.

Com este In Rainbows sucede exactamente o mesmo: um excelente disco, talvez um dos melhores dos Radiohead. Só que quando se fala da música deste grupo há sempre algo a descobrir, há sempre um pormenor de excelência. É a diferença entre um simples músico e um génio. Na minha opinião, a música dos Radiohead está cheia de genialidade.

É por isso que só vou fazer a crítica a este disco depois de o ouvir bastantes vezes, pois vai estar em "Repeat" no meu leitor durante o fim-de-semana.

08/10/07

Ao vivo... Festival de Lisboa

Data - Dias 02 e 03 de Maio de 1998
Local - Campo Pequeno (Praça de Touros)
Notas - Se houvesse uma lista dos festivais que mais prejuizo deram este estaria seguramente num dos lugares de Top.
Com um cartaz bom a afluência de espectadores foi fraca, mesmo muito fraca. Lembro-me que no mesmo dia, da parte da tarde, havia um jogo de futebol, salvo erro o S. L. Benfica contra o F. C. Porto no estádio da luz. Comentava-se que o futebol tinha tirado pessoas ao festival o que, pessoalmente, não acredito.
O recinto estava praticamente vazio com pouco mais de mil pessoas, mil felizardos que tiveram oportunidade de assistir a um concerto verdadeiramente espectacular dos Cramps. Por lá passaram ainda Bentley Rhythm Ace, Jay-Jay Johanson, Suicidal Tendencies, In fidelity All Stars, Alpha, Ash, Stroke e Cut La Roc.

06/10/07

Momentos... Go Graal Blues Band

Foto tirada pelo autor deste blog à Go Graal Blues Band durante um concerto no início dos anos 80.

05/10/07

Ao vivo... Festival do Sudoeste

Data - Dias 07, 08 e 09 de Agosto de 1998
Local - Zambujeira do Mar
Notas - Segunda edição do Festival do Sudoeste. Excelente cartaz para um certame com melhor organização, mas para uma vila pouco preparada para receber tanta gente.
Na edição deste ano tocaram: Silence 4, Placebo, Portishead, P.J. Harvey, Yo La Tengo, Fun Lovin Criminals, Sonic Youth, Sérgio Godinho, Cure, Ash, Ratos de Porão, entre muitos outros que passaram pelo palco secundário.
No primeiro dia, Sérgio Godinho graças à sua grande experiência conseguiu contornar a ausência do muito público que esperava pacientemente para estacionar o carro e conseguir entrar no recinto. Destaque ainda para os Ratos de Porão que conseguiram entusiasmar imenso o público presente, enquanto os Cure, como era previsível, estiveram em excelente noite. A banda de Robert Smith não dá maus concertos.
No segundo dia o destaque foi para os Fun Lovin Criminals que deram um espectáculo alegre e divertido com espírito de verão e como tal bem enquadrado no ambiente. Pela negativa, na minha opinião, a actuação dos Sonic Youth que deram um concerto demasiado experimental. Só para fans.
No terceiro dia, inesquecível o concerto de P.J. Harvey. Charme, sedução e boa música em hora e meia de concerto. P.J. Harvey ao vivo é simplesmente espectacular.

01/10/07

Ao vivo... Santana

Data - 18 de Maio de 2000
Local - Madrid
Notas - Concerto previamente marcado para a Plaza de Toros La Cubierta em Leganes mas que depois foi transferido para um estádio.
Fabuloso concerto e que teve ainda a particularidade de, ao chegar à Plaza de Toros, deparar com um ambiente fora do normal: não existiam quaisquer vestígios de que se fosse realizar algum evento; perguntei o que se passava e disseram-me que o concerto tinha sido transferido para um estádio de Madrid. Não tinha tido conhecimento dessa alteração. Claro está que iniciei uma correria por uma cidade que não conhecia muito bem para conseguir chegar ao estádio (penso que era o De La Comunidad). Quando cheguei, finalmente, estava o concerto a começar.
Valeu a pena a correria que foi ir de Lisboa a Madrid, andar pela cidade de Madrid a tentar chegar ao estádio, assistir a um grande concerto e regressar a Lisboa logo após o concerto.