18 December 2006

Ao vivo... Tindersticks

Data - 29 de Outubro de 1999
Local - Coliseu dos Recreios de Lisboa
Notas - Na primeira parte actuaram os Arab Strap.

14 December 2006

Ao vivo... Moonspell

Data - 27 de Fevereiro de 1998
Local - Coliseu dos Recreios de Lisboa
Notas - Bom concerto dos Moonspell, como sempre.

12 December 2006

Ao vivo... Tindersticks

Data - 22 de Novembro de 1997
Local - Coliseu dos Recreios de Lisboa
Observações - Uma das inúmeras vezes que vi este grupo ao vivo. Na primeira parte tocaram os
Puressence uma boa banda inglesa mas que nunca conseguiu obter grande sucesso em Portugal. Quanto aos Tindersticks, bom como sempre.

10 December 2006

Joanna Newsom... YS

Joanna Newsom com apenas 24 anos de idade, brindou-nos, neste ano de 2006, com um dos melhores discos do ano. YS é um disco fabuloso e lindíssimo. A sua voz peculiar e o seu dedilhar melódico, sensual e constante na sua harpa fazem com que a música de Joanna nos embale e transporte numa viagem para outros mundos. Um disco simples e muito bom que, infelizmente, não tem tido grande divulgação.

Constituído "somente" por cinco temas, longos e belos. Podemos ouvir músicas com 12 e 16 minutos, mas nem damos pelo tempo a passar. Ficamos como que hipnotizados ao ouvir a harpa de Joanna Newsom que neste disco conta com a colaboração de Bill Callahan, Steve Albini, Jim O'Rourke e Van Dyke Parks.

É, seguramente, um dos grandes discos do ano.

1. Emily
2. Monkey & Bear
3. Sawdust & Diamonds
4. Only Skin
5. Cosmia

Nota - 8/10

08 December 2006

Setlist... Stuart Staples na Aula Magna

A "Setlist" do fabuloso concerto de Stuart A. Staples na Aula Magna no passado dia 01 de Dezembro.

07 December 2006

Os melhores de 2006 - Uncut


Conforme prometido, hoje publico o “Top Ten” da revista Uncut.

01 – Bob Dylan – Modern Times
02 – Scritti Polliti – White Bread, Black Beer
03 – Comets On Fire - Avatar
04 – Joanna Newsom - Ys
05 – Neil Young – Living With War
06 – Artic Monkeys – Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not
07 – Midlake – The Trials Of Van Occupanther
08 – Hot Chip – The Warning
09 – Sufjan Stevens – The Avalanche
10 – Thom York – The Eraser

À semelhança do que foi publicado ontem, este “Top Ten” é extraído pela respectiva ordem, da lista dos cinquenta melhores álbuns de 2006. Aparecem ainda Flamming Lips (11), Bonnie “Prince” Billy (12), Cat Power (14), Ali Farka Touré (17), Yo La Tengo (27) e Muse (48).

06 December 2006

Os melhores de 2006 - Les Inrockuptibles


Com o final de ano próximo e numa fase em que praticamente só são editadas colectâneas devido à época da Natal, as revistas da especialidade começam a publicar a lista dos melhores discos do ano de 2006.
Segundo a revista francesa “Les Inrockuptibles” estes são os 10 melhores álbuns de 2006:

1 – Artic Monkeys – Whatever People Say That I Am, That’s What I’m Not
2 – Tv On The Radio – Return To Cookie Mountain
3 – Bonnie “Prince” Billy – The Letting Go
4 – CSS – Cansei de Ser Sexy
5 – Keny Arkana – Entre Ciment Et Belle Etoile
6 – Midlake – The Trials Of Van Occupanther
7 – Grizzly Bear – Yellow House
8 – Sibylle Baier – Colour Green
9 – Nathan Fake – Drowning In A Sea Of Love
10 – Miossec – L’Etreinte

Este “Top Ten” é extraído, pela respectiva ordem, da lista dos cinquenta melhores álbuns de 2006. Relativamente aos restantes 40 é de assinalar a presença de Strokes (20), Yo La Tengo (22), Cat Power (35), Sonic Youth (39), Mogwai (41), Jarvis Cocker (43) e Beck (49).

05 December 2006

Ao vivo... Cat Power

Data - 04 de Dezembro de 2006
Local - Aula Magna
Notas - Quando soube da vinda de Chan Marshal (Cat Power) a Portugal, pensei para com os meus botões: este vai ser o concerto do ano.
Uma enorme expectativa apoderou-se de mim; finalmente ia poder ver e ouvir ao vivo alguém cuja voz me faz sonhar e relaxar de forma indescritível.
Finalmente chegou o dia. Apesar do pequeno atraso que se verificava e que fazia aumentar ainda mais a ansiedade, a sala da Aula Magna de Lisboa, repleta de fans devotos esperava ansiosamente pelo início do concerto… e da viagem.
A expectativa de que iríamos viajar através de um sonho não começa da melhor maneira. Logo a abrir, é desconcertante e preocupante a troca de olhares entre os membros do grupo, a demora de Chan Marshal em entrar em palco, a expressão de preocupação bem visível no rosto dos músicos. Era o prenúncio de que o sonho podia virar pesadelo.
Durante alguns minutos os músicos do grupo são obrigados a uma “Jam Session” que na minha opinião acabou por ser um dos momentos da noite. Finalmente, passado algum tempo, Chan Marshal entra em palco hesitante, de cigarro e copo na mão.
A partir desse momento houve de tudo neste concerto. O imenso público de grande devoção para com o grupo, teve a oportunidade de assistir a belíssimas interpretações e bons momentos musicais. Mas também houve falhas no som, uma iluminação sem qualquer nexo, amuos por parte de Chan Marshal chegando ao ponto de interromper canções a meio.
No fundo a ideia que fica da noite (previsivelmente de sonho e que se tornou pesadelo) foi de uma Chan Marshal que aliava à sua simpatia e beleza uma possível falta de profissionalismo, de desentendimentos entre os elementos do grupo, de um teclista bom mas completamente perdido (talvez por ter a noção do descalabro em que se podia tornar o concerto) e de um alinhamento que por vezes parecia não existir.

04 December 2006

Ao vivo... Stuart A. Staples


Data - 01 de Dezembro de 2006
Local - Aula Magna
Notas - Incluindo a fase com os Tindersticks, foi a décima primeira vez que vi Stuart A. Staples ao vivo. Qualquer comentário seria suspeito.