23 November 2009

Alberta Cross - Broken Side Of Time

Alberta Cross, grupo oriundo de Londres, é formado por Terry Wolfers no baixo, Petter Ericson na guitarra e voz, John Alexander Ericson nas teclas e Seb Sternberg na bateria.
Após a sua estreia no mundo musical com o EP The Thief & The Heartbreaker, editado em 2007 pela label Fiction, o grupo regressa neste ano de 2009 com Broken Side Of Time, disco onde mantêm a sua linha musical, assente num blues-rock com grande influência de Neil Young, quer a nível vocal quer instrumental, sendo evidente o som das guitarras, permanentemente a solar, por traz da voz frágil mas agradável de Petter Ericson a fazer lembrar um pouco os Death Cab For Cutie.
Um bom disco de um bom grupo que pode ter grande futuro na cena indie britânica e, quem sabe na europa, se bem que me pareca mais o género de música para vingar no mercado americano, com aquele tipo de som blues-rock americano, não faltando a típica slide-guitar.

01 - Song Three Blues
02 - ATX
03 - Taking Control
04 - Old Man Chicago
05 - Broken Side Of Time
06 - Rise From The Shadows
07 - City Walls
08 - The Thief & The Heartbreaker
09 - Leave Us And Forgive Us
10 - Ghost Of City Of Love

Nota - 8/10

20 November 2009

Penelopes - Priceless Concrete Echoes

Apesar de, do meu ponto de vista, a música moderna francesa não apresentar grandes nomes, salvo algumas boas excepções entre as quais Daft Punk ou Air, de vez em quando chegam-nos algumas boas surpresas da terra dos gauleses.
The Penelopes (Axel Basquiat e Vincent Tremel) formaram-se no ano de 2002, altura em que editaram alguns singles e em 2007 gravaram o primeiro álbum, The Arrogance Of Simplicity.
No início deste ano de 2009 os The Penelopes & Morpheus editaram este Priceless Concrete Echoes, um bom disco pop com uma música à base de sintetizadores que nos faz lembrar alguma da música dos anos 80 e, principalmente, New Order.
Uma pop simples e despretensiosa.

01 - Stuck In Lalaland (Feat Morpheus)
02 - Demian (Feat. Dierde)
03 - Licked By Love (Feat Morpheus)
04 - Circle Of Reasons
05 - Saved (Feat Morpheus & Malka Spigel)
06 - Joey Santiago
07 - Sabotage
08 - Long Black Fly (Feat Morpheus)
09 - The Heat Goes On (Feat Morpheus)
10 - Concrete
11 - your Plan For Happiness

Nota - 8/10

16 November 2009

Presets - Apocalypso

Com edição de 2008, este disco assinala o regresso dos The Presets, duo australiano de Sidney, composto por Julian Hamilton na voz e teclados e Kimberly Moyes na bateria e programação.
Apocalypso, apesar de não conseguir atingir o nível de Beams (2005), é um bom disco que no entanto peca a partir de determinada altura, pois torna-se monótono e maçador; este é, quanto a mim, um dos problemas da maior parte da música electrónica e dança.
Apesar de alguma monotonia, no geral é um bom disco no qual estão bem patentes as influências dos Pet Shop Boys ou dos Smith; é um trabalho que nos mantém bem dispostos e nos convida para a dança.

01 - Kicking and Screaming
02 - My People
03 - A New Sky
04 - Tgis Boy's In Love
05 - Yippiy-ay
06 - Take Like That
07 - Eucalyptus
08 - If I Know you
09 - Together
10 - Aeons
11 - Anywhere

Nota - 7/10



13 November 2009

Choir Of Young Believers - This Is For The White...

Choir Of Young Believers é um projecto a solo de Jannis Noya Makrigiannis, guitarrista dos Lake Placid. Neste disco, This Is For The White In Your Eyes, este músico dinamarquês apresenta-nos uma dezena de canções de uma forte vertente acústica, num pop suave, agradável e extremamente melódico.
Podemos não estar perante um grande disco, um disco de excepção, mas estamos concerteza perante um trabalho discográfico de qualidade e que nos dá prazer ouvir... principalmente nestes dias de inverno em que apetece ficar em casa a ouvir a chuva e o vento. É uma música que nos apazigua e relaxa, perante o tempo agreste e frio de inverno.

01 - Hallow Talk
02 - Next Summer
03 - These Rituals Of Mine
04 - Action-Reaction
05 - Under The Moon
06 - Wintertime Love
07 - She Walks
08 - Why Must It Always Be This Way
09 - Claustrophobia
10 - Yamagata

Nota - 7/10

09 November 2009

Soulsavers - Broken

Como grande admirador da música e voz de Mark Lanegan, qualquer comentário que possa fazer a este "Broken" pode ser suspeito. No entanto, não hesito em afirmar que este terceiro disco dos Soulsavers, duo britânico formado por Rich Machin e Ian Glover, é um excelente trabalho. São treze temas brilhantes, dos quais oito têm o toque de Lanegan, quer ao nível vocal quer de composição. Apesar da presença de Mark Lanegan e Will Oldham funcionarem como um "certificado de qualidade", "Broken" é um disco de extraordinária beleza com uma mescla de sonoridades e ambiências incríveis que, simultaneamente, nos deliciam e assombram, de forma extremamente saudável.

01 - The Seventh Proof
02 - Death Bells
03 - Unbalanced Pieces
04 - You Will Miss Me When I Burn
05 - Some Misunderstanding
06 - All The Way Down
07 - Shadows Fall
08 - Can't Catch The Train
09 - Phrao's Chariot
10 - Praying Ground
11 - Rolling Sky
12 - Wise Blood
13 - By My Side

Nota - 9/10

07 November 2009

Roofwalkers - Roofwalkers

No final de 2005, em Washington D.C., Adrian Carroll, Ramirez Gadhia, Ben Licciardi, Chris Licciardi, TJ Lipple e Elmer Sharp formaram os Roofwalkers que editaram recentemente o su primeiro trabalho, intitulado precisamente "Roofwalkers". Estamos perante um bom disco de estreia que, sem deslumbrar, revela um grupo que pratica um rock suave, muito assente em guitarras e com alguns "jogos interessantes" ao nível de teclas.
Ao longo de todo o disco, estão bem patentes as influências assumidas por parte do grupo dos Yo La Tengo (numa versão mais pastoral) ou dos Silversun Pickups. Graças a esta conjugação de estilos e ao nível de execução musica e vocal, "Roofwalkers" proporciona-nos bons e suaves momentos, através de uma música extremamente melódica e agradável, aliada a uma voz suave.

01 - To The Quick
02 - Chin Music
03 - What Happens Next
04 - Birds Of A Feather
05 - Cut Every Corner
06 - They Think They Own The Place
07 - Desert Scene
08 - Northern Spy
09 - Final Flight
10 - Port Of Call

Nota - 8/10