28 October 2010

Momentos... Tindersticks

Tindersticks, no Coliseu do Porto

Ao vivo... Delfins

Data - 11 de Abril de 1997
Local - Coliseu dos Recreios Lisboa
Notas - Ao longo dos imensos anos de concertos, incluindo muitos no Coliseu dos Recreios de Lisboa, este foi aquele em que o Coliseu tinha maior postura humana, com uma sala completamente a "rebentar pelas costuras", num espaço onde não cabia nem mais uma pessoa, e que dava a sensação de terem sido colocados à venda mais bilhetes do que a lotação da sala.
No que se refere ao concerto, pode-se afirmar que foi uma excelente noite de uma banda que na altura estava no seu auge e que, a partir dessa data e incompreensivelmente (ou talvez não) começou a entrar numa fase de decadência que veio a dar origem a uma agonia que o grupo atravessou em termos criativos e que, como é lógico, teve influência comercialmente.
Um espectáculo inesquecível de uma banda que a pouco e pouco, vai caindo no esquecimento, um bocado por culpa própria e por decisões que foram tomadas por alguns elementos do grupo, decisões essas, na minha opinião, erradas.
O grupo deu por terminada a sua carreira em 2009, com alguns concertos pelo país.

26 October 2010

Ao vivo... Mike Oldfield

Data - 22 de Setembro de 1993
Local - Pavilhão do Dramático de Cascais
Notas - Inicialmente marcado para a Praça de Touros de Cascais, este evento foi transferido para o Pavilhão do Dramático de Cascais, onde Mike Oldfield nos brindou com um concerto "demasiado" perfeito.
Sem qualquer tipo de improvisação relativamente aos originais editados em disco, o concerto de Mike Oldfield, apesar de bom, tornou-se aborrecido ao criar a sensação de estarmos a ouvir os discos deste brilhante músico nascido em Inglaterra em 15 de Maio de 1953 e que com apenas 20 anos lançou o fundamental "Tubular Bells".
Foi um bom concerto num local que já não existe e por onde passaram bons grupos.

01 October 2010

D'Outrora... "De Fio a Pavio"

Terceira parte de uma entrevista feita no início dos anos 80, a um conjunto de jornalistas responsáveis pelo programa "De Fio a Pavio", da Rádio Renascença.
...
Perg. - Mas haverá música portuguesa que seja suficiente para ocupar esse espaço, mas que seja de qualidade?
Resp. - (Miguel Lemos) - Depende. Música com raízes populares há muita, existe o levantamento dessa música e tem qualidade. Agora, se falarmos na que é comercializada pelas editoras, penso que não abrange essa qualidade pois tem objectivos comerciais.
(João Viegas Soares) - Actualmente não existe qualquer controle se essa lei é ou não cumprida. Há emissoras que passam muito pouca música portuguesa, e a SPA (Sociedade Portuguesa de Autores) não recebe as listas das música que foram passadas na rádio durante um mês, por isso não existe controlo e, a partir daí, a eficácia da lei fica logo anulada. Se não houver um controlo, não me parece que essa lei tenha resultados práticos suficientes.
Perg. - Acham que na rádio deviam ser dadas mais oportunidades aos jovens?
Resp. - (Miguel Lemos) - Acho que se dão boas oportunidade, mas a rádio também não foge ao ao que costumamos chamar crise geral e que existe na sociedade portuguesa. Essa crise implica o desemprego e a questão do primeiro emprego para os jovens.
Perg. - Mas podem existir jovens com boas ideias para programas e que não tenham tido qualquer experiência anteriormente...
Resp. - (João Viegas Soares) - Pelo que conheço não tem surgido uma grande quantidade de oportunidade a novos valores. Nós somos jovens e somos alguns desses jovens que entraram para a rádio com pouca ou nenhuma experiência. Penso que "De Fio a Pavio" é uma prova de que os jovens têm alguma coisa a dizer.
Perg. - Mas porque razão a rádio não dá esse apoio?
Resp. - (Miguel Lemos) - Uma rádio que seja comercial vive da publicidade e dos ouvintes. As pessoas não podem surgir sem experiência, pois poderão fracassar. Penso que será essa a principal razão.
(João Viegas Soares) - Os interesses económicos sobrepõem-se ao dar novas oportunidades à juventude, o que é negativo.
(Miguel Lemos) - Acho que é negativo, mas essa falta não é tão grande como isso. A Rádio Comercial e a Rádio Renascença têm apostado em gente nova. Na Renascença tem-se apostado muito na juventude, mas mais no sector da informação.

FIM

Momentos... Muse

Muse em Wembley

Momentos... Pet Shop Boys

Pet Shop Boys no Super Bock Super Rock 2010