23/10/14

Ao vivo... Conor Oberst

Data - 22 de Agosto de 2014
Local - Praia do Taboão - Paredes de Coura
Notas - "Não sei como, já toquei 50 vezes em todo os países da Europa e nunca cá tinha vindo". Estas foram algumas das palavras de Conor Oberst na sua estreia em Portugal.
Por incrível que pareça, este músico nascido em Omaha, nos Estados Unidos no dia 15 de Fevereiro de 1980, é detentor de uma discografia imensa nos vários projectos em que participa, ou participou.
Commander Venus, Desaparecidos, Monsters of Folk, Park Ave., The Faint e, ainda os Bright Eyes formados em 1995 e que lançaram o seu primeiro disco "Letting Off The Happiness" em 1998.
Desde então, a carreira de Oberst incidiu, básicamente, nos Bright Eyes, editando uma dúzia de discos, tendo praticamente todos eles obtido boa aceitação por parte do público americano e europeu, exceptuando Portugal, e talvez tenha sido esse o motivo para nunca terem passado por cá.
Finalmente este ano, ao fim de muitos anos de carreira, Conor Oberst passou por Paredes de Coura. Fazendo-se acompanhar pelos Dawes, banda que momentos antes tinha actuado em nome próprio no palco secundário, Oberst esforçou-se e deu um bom concerto para uma plateia um pouco despida, mas que não conseguiu empolgar apesar da empatia criada entre o músico e o público.
Foi pena, e foi com notória melancolia que Conor Oberst se despediu da banda que o acompanhou pois, segundo ele, este seria o último concerto com os Dawes nesta tournée, pois o grupo liderado por Taylor Godsmith regressaria à Califórnia no dia seguinte; Oberst afirmou que "é como ficar sem o braço direito e o esquerdo ao mesmo tempo".
No final do concerto, ao despedir-se do público, o músico de Omaha que editou este ano o bom disco "Upside Down Mountain" garantiu querer "voltar muito em breve".
Espera-se que sim e que, desta vez, consiga ter o público rendido, pois é um músico de grande nível.