Ao vivo... Tindersticks

Data - 13 de Fevereiro de 2016
Local - Volksbuhne, Berlin
Notas - Nem os problemas técnicos que originaram um atraso de uma hora no início do concerto, nem a ausência das cadeiras inicialmente previstas para que as pessoas se sentassem foram suficientes para que o concerto dos Tindersticks não fosse mais um a acrescentar à longa lista de momentos memoráveis que a banda liderada por Stuart Staples, tem proporcionado ao longo dos anos aos seus fans.
Numa noite musical com duas partes, a primeira foi preenchida com a interpretação na íntegra do mais recente trabalho deste grupo que se formou em Nottingham no já longínquo ano de 1992. Enquanto os temas de "The Waiting Room" - disco de grande nível, editado muito recentemente - eram tocados pelo grupo, no ecrã eram projectadas curtas-metragens que serviam de suporte a cada música, como se estivéssemos numa sala de cinema a vêr esses pequenos filmes com a banda-sonora dos mesmos a ser tocada em directo, provocando um efeito misto em que teríamos de ouvir e ver a música e de ver e ouvir as imagens, despertando todos os nossos sentidos, algo que, pessoalmente, me dá imenso prazer.
Após um pequeno intervalo, segundo Stuart Staples "iriam ser passados os créditos dos filmes", o grupo voltou para a segunda parte, durante a qual seriam tocados temas dos álbuns anteriores, tendo sido possível ouvir, canções de "The Hungry Saw" (2008) com natural destaque para "Boobar Come Back To Me"; de "Tindersticks II" (1995), com um belíssimo momento em "She's Gone"; "Falling Down a Montain"(2010), com a lindíssima "Keep You Beautiful"; "Johnny Guitar", uma cover de Peggy Lee; e ainda temas de "The Something Rain" (2012) o disco que fez com que os Tindersticks voltassem ao prazer de tocar, de estar em palco, sendo essa a ideia que transparece para quem os segue há muitos anos. Para além do brilhantismo musical que sempre tiveram, fica a ideia que este disco marca um ponto de viragem na obra do grupo e isso foi confirmado em 2013  com a edição de "Across Six Leap Years", disco em que Earl Harvin (bateria), Dan McKinna (baixo), Neil Fraser (guiatrra), David Boulter (teclas) e Stuart Staples (voz), pegaram em clássicos do grupos e revisitaram-nos, tocando-os com uma nova "roupagem", mais acústica e cada vez mais bela e sedutora.
O mais recente "The Waiting Room" confirma isto tudo, sendo seguramente um dos grandes discos do corrente ano.