28/02/11

D'Outrora... Jornal Som 80 (Part.1)

Capa do suplemento Som 80, que era publicado no extinto jornal "Portugal Hoje". Nesta edição, de Agosto de 1981, foi publicado um artigo sobre o rock português, no qual fazia um breve resumo dos grupos mais importantes do momento.
Hoje é publicada a parte da capa onde é mencionado o artigo. A partir de amanhã, são publicados vários recortes do artigo, pois devido à extensão do mesmo, não é de todo possível (nem prático) fazer uma publicação da página inteira.

Recortes... Iodo

Apesar de não estar muito perceptível, publico uma carta que me foi enviada pelo grupo IODO, carta essa que tem um breve resumo da curta história do grupo, pelo menos à data. Os IODO foram um grupo que obteve algum sucesso, mas que ao fim de dois singles e de um LP, deram por terminada a carreira.

25/02/11

D'Outrora... Recortes de Imprensa

Recorte da edição do jornal Musicalíssimo, com a entrevista feita aos King Fisher's Band e que já foi publicada neste blog.

14/02/11

Recortes... Roxigénio

Foto dos Roxigénio no ano de 1981.

11/02/11

Ao vivo... Michael Nyman

Data - 21 de Maio de 1998
Local - Centro Cultural de Belém
Notas - Um excelente concerto do grande compositor Michael Nyman, autor da inesquecível banda sonora do filme "O Piano". Contou com a participação da portuguesa Filipa Pais que interpretou algumas canções de uma forma perfeita, mas um pouco pedante.

10/02/11

Momentos... Young Gods

Young Gods no Santiago Alquimista

Festival Alive - Grinderman

Só mesmo em Portugal é que um grupo desta importância, liderado por alguém como o Nick Cave, é contratado para tocar no palco secundário do Festival Alive.
Não sei qual o tamanho do recinto onde o palco secundário deste ano vai estar colocado, mas se for idêntico ao dos anos anteriores, pouco mais de 1000 pessoas poderão assistir ao concerto, em condições.

Ao vivo... Young Gods

Data - 31 de Janeiro de 2011
Local - Santiago Alquimista
Notas - Primeiro concerto de 2011 e pode-se afirmar que o ano começou da melhor maneira. Neste segundo dia dos Young Gods no Santiago Alquimista, a sala esteve longe de estar cheia (ao contrário do dia anterior) mas, mesmo assim, o grupo liderado por Franz Treichler deu um concerto fabuloso durante cerca de uma hora e quarenta e cinco minutos. Com um alinhamento que incidiu principalmente no mais recente trabalho, Everybody Knows, houve ainda tempo para percorrer a longa carreira deste grupo oriundo da Suiça, e que já conta com mais de 25 anos no activo, apesar de serem naturais de um país sem grande tradição musical, e principalmente no estilo musical onde se insere o grupo.
Um espectáculo em que o rock industrial esteve ao melhor nível, numa sala em que o público presente prestou culto e devoção a uma banda que, em palco, consegue superiorizar o nível que atinge nos discos.

09/02/11

Ao vivo... Band Of Horses

Data - 07 de Fevereiro de 2011
Local - Aula Magna
Notas - A sala da Aula Magna esgotou para assistir à estreia dos norte-americanos, de Seattle, Band Of Horses.
Apesar da excelência da sala, ela acaba por ter um efeito algo redutor no que à chamada prestação do público diz respeito. Se por um lado cria um ambiente intimista, por outro lado e em certos estilos musicais, limita e inibe a reacção do público, criando uma espécie de barreira, invisível mas evidente, entre os espectadores e os músicos.
O concerto dos Band of Horses acabou por ser penalizado por isto, pois enquanto nas músicas que o grupo tocou com uma vertente mais intimista - fruto das influências country-folk americanas - existiu uma verdadeira simbiose entre o público e o grupo, já naquelas num estilo mais rock - com as influências do meio musical de Seattle - ficou evidente uma certa relutância dos espectadores em se soltarem e vibrarem, um pouco graças ao efeito "auditório", em que está toda a gente sentada.
Considero a Aula Magna uma das melhores salas para concertos de Lisboa e com uma acústica excelente, mas para um género musical mais próximo ou que se queira aproximar do rock, fica a faltar algo, fica a faltar "espaço" para que as pessoas possam dançar e saltar descontraídamente.
Talvez por isso, o concerto que os Band Of Horses deram tenha ficado um pouco aquém das expectativas, com alguns momentos de uma ligeira monotonia que quase nos levaram ao bocejo. Não tendo sido um um concerto memorável, também não se pode afirmar que tenha sido mau. Teve excelentes momentos musicais que alternaram com os já referidos momentos de alguma monotonia e quebras de ritmo, mas com uma setlist boa que percorreu os três álbuns editados pelo grupo: Everything All The Time (2006), Cease To Begin (2007) e Infinite Arms (2010). O momento alto da noite surgiu, como era previsível, com "The Funeral", numa interpretação de grande nível em que o público se rendeu em definitivo à banda liderada por Ben Dridwell.
Em termos gerais foi um bom concerto, mas fica a ideia que o grupo consegue e pode fazer melhor, nomeadamente no alinhamento das músicas, pois como já foi referido a setlist foi boa, mas na minha opinião, o alinhamento das músicas podia ter sido diferente, para que desse modo não surgissem as quebras de ritmo que surgiram e que quebraram o entusiasmo do público.
A primeira parte, esteve a cargo de Mike Noga & Gentlemen Of Fortune, trio australiano que durante cerca de 30 minutos, presenteou-nos com uma música de grandes influências do folk-rock norte-americano, tendo inclusivamente tocado uma cover de Bob Dylan. Uma primeira parte agradável e de bom nível.

08/02/11

Setlist... Band Of Horses na Aula Magna

Setlist do concerto dos Band Of Horses na Aula Magna, no dia 07 de Fevereiro de 2011.

01 - Evening Kitchen
02 - Snow
03 - NW Apt.
04 - Too Soon
05 - Weed Party
06 - Part One
07 - Older
08 - The General Specific
09 - Blue Beard
10 - Compliments
11 - Factory
12 - Cigarrettes, Wedding Bands
13 - Marry Song
14 - Laredo
15 - No One's Gonna Love You
16 - Funeral
17 - Wicked Gil
18 - Ode To LRC
19 - Detlef Schrempf
20 - Is There a Ghost?
21 - The Great Salk Late