11/08/17

Setlist... Dead Combo

Setlist do concerto dos Dead Combo no Teatro da Trindade

31/07/17

Ao vivo... Festival Músicas do Mundo

Data - 28 e 29 de Julho de 2017
Local - Castelo de Sines
Notas - Neste segundo fim-de-semana daquele que começa a ser considerado um dos grandes festivais de World Music à escala global, a bonita cidade de Sines encheu-se para receber música dos quatro cantos do mundo.
Do extenso cartaz destes dias, a escolha recaiu sobre os BCUC (África do Sul), Fatoumata Diawara & Hindi Zahra (Mali / Marrocos), Mário Lúcio (Cabo Verde), Lura (Cabo Verde), Gaye Su Akyol (Turquia), Oumou Sangaré (Mali) e Tiken Jah Fakoly (Costa do Marfim).
O melhor concerto deste fim-de-semana foi o dos sul-africanos BCUC que proporcionaram um espectáculo soberbo e contagiante, com temas longos de cerca de 20 minutos mas que não se tornavam enfadonhos.
Sempre no palco situado no interior do Castelo de Sines, seguiu-se Fatoumata Diawara & Hindi Zahra (Mali / Marrocos) com um concerto cheio de charme e classe musical; Mário Lúcio (Cabo Verde) com o seu Funaná um pouco monótono; Lura (Cabo Verde) com a curiosidade de o recinto do Castelo estar completamente cheio num final de tarde / início de noite, o que não é de todo normal em Sines, quando o tempo está bom e existe uma excelente praia mesmo ali ao lado; Gaye Su Akyol (Turquia) com um bom concerto mas que poderia ter sido ligeiramente mais curto; Oumou Sangaré (Mali) o principal nome do dia e uma das mais importantes figuras da música do Mali, mas que não conseguiu empolgar como era expectável; e para finalizar a edição deste ano dos concertos no castelo Tiken Jah Fakoly (Costa do Marfim) ao som do reggae africano.
Se musicalmente o festival começa a ser reconhecido a nível internacional, o que é excelente, isso origina um problema à organização: a massificação.
É cada vez mais gente a querer assistir e o recinto é limitado pois os concertos principais são no interior do castelo. Para além disto, a cidade de Sines não tem estruturas em termos de hotelaria para muito mais gente nesta altura do ano e pareceu começar a surgir algum descontentamento por parte dos residentes, o que não é nada conveniente.
Perante este cenário de massificação versus capacidade da cidade de Sines, creio que não será conveniente que a organização ceda à tentação de ter cada vez mais público e desse modo aumentar as receitas.
Claro que é agradável e excelente poder assistir a concertos de grandes nomes da World Music, como por exemplo o de Oumou Sangaré, mas aí surge o reverso da medalha, o excesso de público, e todos sabemos que nem sempre são os grandes nomes a proporcionarem os melhores concertos.
Como comecei por referir no início do texto, o melhor concerto do fim-de-semana foi dos sul-africanos BCUC, um grupo que urge ouvir e descobrir; e não se pense que o facto de alguns dos temas terem cerca de 20 minutos é "assustador"; nada disso, quando se ouve esta banda do Soweto, nem se dá pelo do passar do tempo.

30/07/17

Pulseira... Festival Músicas do Mundo

Pulseira do 2º fim-de-semana do Festival Músicas do Mundo 2017, Sines

28/07/17

Ao vivo... Dead Combo

Data - 27 de Julho de 2017
Local - Teatro da Trindade
Notas - Como dizia alguém ao meu lado, antes do concerto começar, "a música deste grupo parece para filmes".
Sendo injustamente redutora, esta afirmação não deixa de ter um pingo de verdade, pois nesta noite, Tó Trips e Pedro V. Gonçalves, proporcionaram-nos a banda-sonora ideal para percorrer alguns bairros de Lisboa, e ainda algumas pequenas e pitorescas histórias vividas por estes dois músicos desde o início da sua carreira, histórias essas que foram sendo contadas como introdução aos diversos temas que a banda tocou.
Um bom concerto numa boa sala, num ambiente descontraído.

27/07/17

Ao vivo... Bonnie 'Prince' Billy

Data - 26 de Julho de 2017
Local - Teatro da Trindade
Notas - O norte-americano Bonnie 'Prince' Billy proporcionou um  magnífico concerto no Teatro da Trindade.
Sozinho em palco, vestido de branco e acompanhado pela sua viola acústica, deu um concerto que nos transmitiu paz, arrebatador, criando nos espectadores a sensação de estarmos num outro mundo, naquele que não existe, no mundo perfeito.
Não deixa de ser curioso o efeito que a música tem em nós quando tocada de forma sincera e despretensiosa e condimentada com pequenas histórias (ou estórias) introdutórias.
Uma noite de magia, uma noite musicalmente perfeita.

10/07/17

The Killers - British Summer Time - Hyde Park

Setlist do concerto dos The Killers no British Summet Time, Hyde Park

01 - The Man
02 - Somebody Told Me
03 - Spaceman
04 - The Way It Was
05 - Smile Like You Mean It
06 - Jenny Was a Friend of Mine
07 - The Rives is Wild
08 - Bling (Confession of a King)
09 - Shadowily (Joy Division Cover)
10 - Human
11 - For Reasons Unknown
12 - A Dustland Fairytale
13 - Read My Mind
14 - Runaways
15 - All These Things That I've Done

Encore
16 - This Is Your Life
17 - Shot at the Night
18 - When You Were Young
19 - Mr. Brightside

09/07/17

Ao vivo... British Summer Time

Data - 08 de Julho de 2017
Local - Hyde Park - Londres
Notas - Cerca de sessenta e cinco mil pessoas encheram por completo este belíssimo parque da cidade de Londres com o objectivo de assistirem à actuação dos norte-americanos The Killers, num dos poucos concertos agendados até à data em território europeu pela banda liderada por Brandon Flowers.
Com um novo trabalho a ser editado brevemente, foi ao som de "The Man", primeiro avanço desse muito aguardado trabalho, que os The Killers deram início a um bom concerto que durou perto de hora e meia e cujo alinhamento percorreu toda a carreira do grupo.
Sem grandes "floreados" ou improvisações - verdade seja dita, a música do grupo não se proporciona muito a isso - Brandon Flowers, David Keuning, Mark Stoermer, e Ronnie Vannucci, levaram ao delírio a imensa multidão presente, que dançou, saltou e cantou, "como se não houvesse amanhã".
Um concerto de grande nível a fechar um grande dia de música onde pudemos assistir a uma boa actuação dos Tears For Fears, e uma excelente actuação de Elbow que, apesar de estarem perante um público maioritariamente desconhecedor da obra do grupo, não se inibiram e graças à simpatia de Guy Garvey, conseguiram cativar muitos dos milhares de espectadores presentes.
Pelo palco secundário passaram, para além de outros, os Mew, que deram um concerto morno, o típico concerto de início de tarde.

03/06/17

Ao vivo... Guns N' Roses

Data - 02 de Junho de 2017
Local - Passeio Marítimo de Algés
Notas - Finalmente a reunião de um dos mais icónicos grupos da história da música rock, problemáticos e polémicos, como convém.
Depois de enormes desavenças entre os elementos do grupo, de projectos a solo falhados, de concertos em nome de Guns N' Roses com uma série de músicos convidados e em que o único membro da banda era Axl Rose, finalmente e nesta vida, eis que em 2017 aparece a "Not In This Lifetime Tour".
Senhoras e senhores, Guns N' Roses para uma digressão à escala mundial, e que passou por Portugal.
Podem estar mais velhos e mais gordos, mas isso não é o mais importante.
O importante foi que eles apareceram, foram pontuais e durante mais de duas horas fizeram-nos dançar, saltar e divertir ao som dos grandes êxitos de uma banda que ficou e ficará para a história como uma das mais perigosas do seu tempo.
Uma enorme noite de rock em que actuaram ainda Tyler Bryant & The Shakedown e Mark Lanegan, que "sentiram na pele" o facto de serem dois enormes erros de casting, com o público completamente alheio ao que se passava em palco.

Relativamente aos Guns N' Roses, eis a setlist:

01 - It's So Easy
02 - Mr. Brownstone
03 - Chinese Democracy
04 - Welcom to The Jungle
05 - Double Talkin' Jive
06 - Better
07 - Estranged
08 - Live and Let Die (Wings cover)
09 - Rocket Queen
10 - You Could Be mine
11 - New Rose (The Damned cover)
12 - This Is Love
13 - Civil War
14 - Black Hole Sun (Soundgarden cover)
15 - Coma
16 - Slash Guitar Solo
17 - Speak Sofly Love (Love Them From The Godfather - Nino Rota Cover)
18 - Sweet Child O' Mine
19 - Out Ta Get Me
20 - Wish You Were Here (Pink Floyd Cover)
21 - November Rain
22 - Knockin' On Heaven's Door (Bob Dylan cover)
23 - Nightrain

Encore

24 - Patience
25 - Whole Lotta Rosie (AC/DC cover)
26 - Paradise City
27 - You Know My Name (Chris Cornell song)

21/05/17

Ao vivo... Harry Potter e a Pedra Filosofal

Data - 20 de Maio de 2017
Local - MEO Arena
Notas - A MEO Arena esgotou para assistir ao primeiro filme da saga Harry Potter, com a particularidade de ter acompanhamento ao vivo por parte de uma enorme orquestra que esteve perfeita quer ao nível de execução musical da banda-sonora do filme, quer com os tempos de entrada no acompanhamento às imagens, chegando a existir momentos em que nos esquecíamos que a orquestra estava lá.

04/05/17

Ao Vivo... Pharmakon

Data - 03 de Maio de 2017
Local - Galeria Zé Dos Bois
Notas - A compositora de New York, Margaret Chardiet, é Pharmakon.
Nesta noite, no aquário da ZDB, longe de estar cheio, proporcionou um concerto com tanto de espectacular como de louco.
O ar incrédulo do público a apreciar a performance de Chardiet é algo difícil de descrever, tal a intensidade do momento, parecida possuída por um demónio qualquer e a sua postura era de quem o queria expulsar, de alguém que queria soltar algo estranho que se tinha alojado dentro de si.
Foi um concerto curto, de cerca de 40 minutos, mas tenho muitas dúvidas que Margaret Chardiet aguentasse muito mais em palco tal a intensidade do momento, proporcionando um concerto memorável.
Na primeira parte actuou Pä, projecto português de exploração musical, com Filipa Campos e Paulo Fonseca, duo que proporcionou um concerto morno.

03/05/17

Ao Vivo... Placebo

Data - 02 de Maio de 2017
Local - Coliseu dos Recreios
Notas - Mais de quatro mil pessoas esgotaram o Coliseu dos Recreios para receberem a digressão comemorativa dos 20 anos de edições discográficas dos britânicos Placebo, banda formada na cidade de Londres em 1994 e que editou o seu primeiro trabalho em 1996, o homónimo "Placebo".
Desde então, a banda actualmente formada pelo carismático Brian Molko nas guitarras e voz e Stefan Osdal no baixo, teclas e voz, editou sete álbuns de originais, sendo o último "Loud Like Love" de 2013. O baterista Steven Hewitt (um dos fundadores) saiu do grupo em 2007, tendo sido substituído por Steve Forrest, que se mantém até aos dias de hoje.
Sendo uma digressão comemorativa de 20 anos de edições discográficas, como é natural, o alinhamento percorreu toda a carreira dos Placebo, com ligeira predominância no álbum de 1996, do qual tocaram 5 temas, num alinhamento que contemplou 24 dos maiores êxitos do grupo, para além de uma cover de Kate Bush, Running Up That Hill (A Deal With God)".
Numa noite com muita música e som excelente, e pela parte que me toca, o momento alto, não pela vertente musical mas pelo simbolismo, surgiu com o tema "Without You I'm Nothing", durante o qual o grupo projectou imagens de David Bowie, assumidamente um admirador da música dos Placebo, prestando-lhe homenagem e, verdade seja dita, não haverá melhor tema para o fazer, dizendo-lhe isso que ele, seguramente, ouviu onde quer que esteja.
Na primeira parte tocaram os Digital 21, projecto apadrinhado pelo baixista Steven Hewitt que também esteve em palco. Se inicialmente a música foi interessante, acabou por se tornar um pouco repetitiva, apesar de terem tocado somente cerca de 40 minutos.
Uma noite de grande música e um alinhamento perfeito proporcionaram durante cerca de duas horas e quinze minutos, momentos de felicidade a quem foi ao Coliseu dos Recreios, em Lisboa.
Venha um novo álbum de originais e uma nova digressão... espera-se.



Setlist... Placebo


Setlist do concerto dos Placebo no Coliseu dos Recreios

00 - Every You Every Me (Video)
01 - Pure Morning
02 - Loud Like Love
03 - Jesus' Son
04 - Soulmates
05 - Special Needs
06 - Lazarus
07 - Too Many Friends
08 - Twenty Years
09 - I Know
10 - Devil In The Details
11 - Space Monkey
12 - Exit Wounds
13 - Protect Me FromWhat I Want
14 - Without YouI'm Nothing
15 - 36 Degrees
16 - Lady Of The Flowers
17 - For What It's Worth
18 - Slave To The Wage
19 - Special K
20 - Song to Say Goodbye
21 - The Bitter End

Encore

22 - Teenage Angst
23 - Nancy Boy
24 - Infra-red

Encore 2

25 - Running Ut That Hill (A Deal With God)

10/03/17

Ao vivo... Cock Robin

Data - 09 de Março de 2017
Local - Coliseu dos Recreios
Notas - Nesta noite, com o Coliseu dos Recreios completamente esgotado fez-se uma viagem ao passado, liderada pelo carismático vocalista Peter Kingsbery, mas sem a não menos carismática vocalista Anna Lacazio, substituída por Coralie Vuillemin.
Não sendo exactamente o mesmo a música do grupo com Coralie no lugar de Anna, não deixou de ser uma noite agradável na qual ouvimos os grandes clássicos deste grupo norte-americano que nos anos 80 acabou por obter mais sucesso na Europa do que nos Estados Unidos.
Como é natural não faltaram os clássicos "The Promise You Made", "When Your Heart Is Weak ou "Just Arround the Corner", entre muitos outros que levaram ao rubro os imensos fans que marcaram presença para celebrar esta noite ao som de uma banda-sonora que lhes trará, seguramente, grandes memórias.

30/01/17

Ao Vivo... Biffy Clyro

Data - 27 de Janeiro de 2017
Local - Coliseu dos Recreios
Notas - Frank Carter The Rattlednakes (na primeira parte) e os Biffy Clyro proporcionaram uma boa noite de puro rock, ao público que esgotou o Coliseu dos Recreios.
Graças ao típico alinhamento em jeito de Best Of, pode-se dizer que o público saiu completamente satisfeito, após um concerto com cerca de duas horas com e uma extensa setlist:

01 - Wolves of Winter
02 - Livinsg is a Problem Because Everything Dies
03 - Howl
04 - Biblical
05 - Victory Over The Sun
06 - God & Satan
07 - Bubbles
08 - Boooom, Blast & Ruin
09 - Friends and Enemies
10 - Modern Magic Formula
11 - Black Chandelier
12 - Re-Arrange
13 - Herex
14 - Medicine
15 - Glitter and Trauma
16 - Mountains
17 - In The Name of The Wee Man
18 - Flammable
19 - That Golden Rule
20 - Many of Horror

Encore

21 - Machines
22 - Animal Style
23 - Stingin' Belle